Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Alessandro Lo-BiancoHá oito anos nas ruas do Rio de Janeiro, a Operação Lei Seca é destaque no país por reduzir consideravelmente os acidentes de trânsito. A operação preserva vidas e promove a conscientização da sociedade para melhorar a segurança no trânsito. Mais de 19 mil ações de fiscalização já foram realizadas por todo o estado e mais de 2,6 milhões de motoristas foram abordados. Do total de condutores, cerca de 175 mil apresentavam sinais de alcoolemia e sofreram as sanções administrativas previstas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O coordenador da Operação Lei Seca, tenente-coronel Marco Andrade, destaca os resultados da operação.



A Lei Seca completou 8 anos no Rio de Janeiro. Como avalia o balanço nestes anos de trabalho?

Marco Andrade – O balanço é muito positivo, nosso grande objetivo é provocar uma mudança de hábitos e comportamentos no cidadão fluminense com relação à mistura de álcool e direção, assim ajudamos a salvar vidas.

Existem ações previstas para esta Semana Nacional do Trânsito?

Andrade – Além do trabalho de fiscalização e de educação que já realizamos diariamente, durante a Semana Nacional do Trânsito receberemos uma homenagem especial em reconhecimento à eficiência do trabalho. Seremos homenageados em Brasília, hoje, na Câmara dos Deputados, durante a comemoração pelos 20 anos do CTB, devido aos resultados que a operação vem tendo em nosso estado. Também vamos promover uma grande ação de fiscalização na sexta-feira (22/9), em conjunto com as outras operações Lei Seca que atuam pelo Brasil, com o objetivo de reforçar a mensagem de “Nunca dirigir depois de beber”.

Com base nas estatísticas, há dias e horários em que mais ocorrem acidentes?

Andrade – Os números mostram que aos finais de semana os acidentes acontecem com mais frequência, mas em todos os dias da semana temos pessoas que ainda bebem e dirigem, por isso a Operação Lei Seca se faz presente nas ruas todos os dias.

Qual é o impacto da Lei Seca no comportamento dos motoristas? Como os números comprovam essa transformação?

Andrade – Percebemos em nossas estatísticas internas que a população esta revendo seus comportamentos. Temos uma redução de 43% na incidência de motoristas bêbados em nossas blitz entre 2009 e 2016.

Quais são os outros impactos da Lei Seca para a sociedade?

Andrade – A mudança de hábitos do cidadão gera resultados. O Estado do Rio de Janeiro tem uma redução de 28% da taxa de mortos a cada 100 habitantes no trânsito, segundo dados do Dossiê de Trânsito elaborado pelo ISP e o Detran.

Como a Operação Lei Seca do Rio de Janeiro se tornou referência para outros estados do país?

Andrade – Somos os precursores neste tipo de fiscalização. Conseguimos ao longo destes 8 anos aperfeiçoar nossos processos internos, o que possibilitou melhores condições de trabalho para os agentes cumprirem o seu importantíssimo papel junto à sociedade. A Lei Seca é considerada nacionalmente um case de sucesso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]