Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Alessandro Lo-Bianco |Uma equipe de voluntários está fazendo a diferença ao levar alegria e conforto aos pacientes das unidades da rede estadual, como os hospitais da Criança e Adão Pereira Nunes e o Hemorio.  Estas pessoas receberam no Dia Nacional do Voluntariado, celebrado no último dia 28, um certificado de agradecimento com declarações de pacientes.



Individualmente ou em grupos, esses voluntários estão sempre presentes nas unidades de saúde do Estado para levar alegria e esperança aos pacientes internados. No Hospital Estadual da Criança (HEC), unidade voltada para o atendimento pediátrico em casos de média e alta complexidades, localizado em Vila Valqueire, o grupo Faz de Conta garante a presença a cada final de semana para levar um pouco de magia das histórias infantis.

– Parece que estamos em um conto de fadas. A gente fica impressionada, encantada e feliz por eles conseguirem tirar um sorriso das nossas crianças – afirmou Laura Cristina Machado Gregório, mãe do paciente Enzo, de 4 anos.

Desde janeiro de 2016, cerca de 20 voluntários deste grupo intercalam a participação na unidade e encarnam os mais diversos personagens para interagir com os pequenos. Ao todo, dez pessoas e cinco grupos fazem parte do voluntariado no Hospital da Criança.

– Nossa equipe de voluntários adora visitar o HEC, por conta da estrutura e os profissionais que são sempre muito receptivos e proativos. As crianças ficam encantadas com os heróis e as princesas que trazemos até elas. Brincamos muito, cantamos, conversamos e o resultado é sempre muita risada e carinho – explicou a mentora do grupo Faz de Conta, Brenda Rabello, de 24 anos.

Solidariedade nas enfermarias

O Hemorio, no centro da capital, também conta com a atuação de voluntários. Além da solidariedade de quem busca garantir os estoques de sangue através da doação, o hemocentro tem um time de cerca de 120 voluntários.  É o caso de Christina Lopes, de 37 anos, que iniciou o voluntariado após a morte do seu filho.

– Depois de toda a luta da equipe médica para salvar meu filho, tive ideia do quanto é importante a dedicação a esses pacientes internados. Resolvi ser voluntária e hoje visito as crianças nas enfermarias e no ambulatório – explicou Christina.

No Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias, o projeto Voluntários da Paz, coordenado pela pastora Georgina de Souza, existe há 16 anos. Começou apenas com cinco componentes e hoje reúne mais de 200 pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]