Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

Alessandro Lo-BiancoO casamento é um dos momentos mais especiais na vida de um casal. E para muitos, a preocupação com o registro fotográfico está no topo da lista. As fotografias são indispensáveis e acabam se tornando um presente valioso para as futuras gerações.  Dessa forma, os casais planejam com antecedência onde serão realizadas as fotografias do pre wedding e o ensaio entre a cerimônia e a festa.


Fotos: Isabella Coutinho

Mas nem sempre o script segue o roteiro planejado e imprevistos podem ocorrer. Foi o que aconteceu em Niterói, na região Metropolitana do Rio de Janeiro, com o casal Geísa da Silva Fernandes, 24, e Rodrigo Rocha, 26. Ele, jornalista, e ela, assistente administrativa, se conheceram em 2016, quando Geísa veio de Brasília visitar a cidade durante o período dos Jogos Olímpicos. O casamento ocorreu no último final de semana do dia 12, em uma igreja no bairro do Fonseca. E ao final da celebração religiosa, os dois seguiam para a praia de São Francisco, onde haviam planejado fazer as fotos, mas se depararam com um problema:


- Pensávamos em fotos mais tradicionais, na Praia de São Francisco, com a vista, o mar, o calçadão, aquele formato mais romântico. Mas começou a chover bastante, e a gente ficou sem saber o que fazer, pois não esperávamos esse imprevisto naquele momento – contou o noivo.

Rodrigo e Geísa contam que o tempo fechou literalmente. Foi quando, ainda dentro do carro, percebendo a tristeza do casal, que a madrinha Sheila Caroline teve uma ideia irreverente.

- Comecei a pirar pensando onde eles poderiam fazer as fotos com chuva. Lembrei do tradicional McDonald´s de São Francisco. Como estávamos perto, disse para a gente ir comprar um BigMac. Quando entramos na lanchonete e as pessoas olharam a Geísa toda de branco, vestida de noiva, e o Rodrigo a caráter também, foi uma comoção total. Algumas pessoas até pediam para jogar o buquê. E a fotógrafa, que não é boba, começou a registrar o momento – contou a madrinha.






Bastou pouco tempo na lanchonete e o casal foi abordado pela gerência, que fez uma proposta que deixou a noite ainda mais atípica.

 - Quando vi a gerente se aproximar, pensamos que fossem pedir para que a gente deixasse o local, pela confusão que se formou. Mas a gerente disse que estava emocionada em ver um casal de noivos ali, daquela forma, e que estava nos convidando para ir até a cozinha montar o nosso próprio BigMac. Disse que gostaria de deixar mais especial o primeiro lanche do casal depois do casamento. Aí já viu! – lembra Rodrigo.



A essa altura, Sheila, a madrinha, já sentia que a escolha tinha dado certo.

- Eu sabia que ia dar certo, porque acredito muito que a vida é feita desses pequenos momentos de felicidade. Sabia que ia dar certo porque acredito muito no amor – lembra a madrinha.




Por trás das lentes estava a fotógrafa Isabella Coutinho, da Forever Produções. Todo aquele registro inusitado dependia dos seus cliques “para fazer daquele momento fora do script um registro tão valioso, como se fosse feito nos locais planejados pelo casal" – contou Isabella.

O resultado foi o melhor possível e a diversão, segundo ela, inevitável:

- Foi bem divertido. No início fiquei tensa, porque os fotógrafos logo se preocupam com espaço, enquadramento e outros detalhes técnicos. Eram muitas pessoas em volta empolgadas, a cozinha apertadinha, e eu só estava pensando em ter um bom resultado fotográfico, afinal, essa seria a única recordação física desse momento único. No fim, deu tudo certo e rimos bastante. Quando vi que estava fluindo bem, tentei relaxar e clicar. Cliquei muito mesmo! Espero que as fotos representem exatamente o que foi esse momento na vida do casal - disse Isabela.

Para a noiva, o ensaio também acabou expressando, por coincidência da chuva, os sentimentos de amor verdadeiros que fazem parte da vida e história do casal:

- Eu e o Rodrigo amamos hambúrguer. Já vivemos momentos importantes, que definiram o nosso namoro, ali mesmo. Só não imaginávamos que uma simples ideia ia se transformar em uma experiência tão mágica e inesquecível – disse.



De acordo com a fotógrafa especializada em casamentos e famílias Claudia Ruiz, que já conquistou 15 prêmios nacionais e internacionais, “o inusitado, muitas vezes, é um presente para o casal”.

- A fotógrafa, diante deste imprevisto, realizou um excelente trabalho e conseguiu transmitir através da sua fotografia a felicidade e o amor que não poderiam faltar nesse tipo de situação - explica Cláudia, deixando no ar uma aposta:

- Creio que no futuro essas fotos mais espontâneas terão muito mais valor para o casal relembrar a história do grande dia.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom Ad [Post Page]